Glossário Técnico

 

P

 

OCIMUM BASILICUM: É um princípio fitoativo natural extraído das folhas aromáticas da planta que leva o mesmo nome, e é usado como essência na produção de perfume. Tem ainda propriedades estimulante e diurética. Na antigüidade, era empregado como antidepressivo, em casos de melancolia e de idéia fixa doentia.

OCTILMETOXINAMATO: Ver Parsol, neste Glossário.

ÓLEO DE ABACATE: Óleo fitoativo natural extraído da polpa da fruta abacate, contêm ácido imoléico, glicerídeos, proteína, sais minerais, vitamina A, D e F, lecitina. Possui propriedades nutritiva, hidratante e revitalizante sobre pele e cabelos ressecados, desvitalizados e desnutridos.

ÓLEO DE AMÊNDOAS DOCES: É um óleo fitoativo natural amarelo-claro, quase inodoro, constituído de uma mistura de ácidos graxos. É usado amplamente em cosméticos por seu efeito nutritivo, emoliente e amaciante que proporciona grande flexibilidade e elasticidade à pele e aos cabelos. É usado em cremes e loções para peles e cabelos ressecados e desnutridos e, em especial, como preventivo antiestrias.

ÓLEO DE CASTANHAS BRASILEIRAS: É um óleo fitoativo natural de cor amarela clara, constituído de uma mistura de ácidos graxos, rico em vitaminas lipossolúveis A e E, ácido linoléico, proteína, caseína, substâncias albuminóides, minerais e oligoelementos (Zinco, Ferro, Cálcio, Sódio, Selênio e Potássio). O óleo é extraído do fruto (castanha) das castanheiras brasileiras, árvores de grande porte encontradas principalmente na região Norte do Brasil (Amazonas, Pará e adjacências). É amplamente usado na indústria cosmética e farmacêutica, devido suas múltiplas e ricas propriedades nutritivas, emolientes, amaciantes e regenerativas, que proporcionam grande nutrição, sobreengorduramento, flexibilidade, elasticidade e brilho à pele e aos cabelos. Forma uma barreira (ação filmógena) de proteção sobre a pele e os cabelos, que auxilia a controlar a perda transepidérmica de água, prevenindo a sua desidratação; os fitoesteróis presentes em sua composição atuam em nível celular, regulando o equilíbrio hídrico e a atividade dos lipídeos da camada superficial da pele e dos cabelos. Usado topicamente, estimula os processos de cicatrização e reepitelização da pele.

ÓLEO DE AVELÃ: Princípio fitoativo natural extraído do fruto (a avelã) da arvore Aveleira, tem propriedades emoliente, nutritiva, hidratante, sobreengordurantes e repositora da barreira lipídica da pele e dos cabelos, prevenindo o ressecamento e a desidratação dos mesmos.

ÓLEO DE CADE ou de JUNIPERUS DXYCEDRUS: É um óleo fitoativo natural extraído do Juniperus Dxycedrus. Não é graxo nem gorduroso, e tem forte odor medicamentoso. Tem a capacidade de fazer a emoliência e remover a camada de células mortas aderida ao couro cabeludo (com muitas bactérias) e tem propriedades antifúngicas. É excelente no tratamento contra a caspa oleosa e seborréica, dermatites seborréica, etc.

ÓLEO DE CUPUAÇU ou MANTEIGA DE CUPUAÇU: Princípio fitoativo natural extraído dos frutos do Cupuaçuzeiro, árvore encontrada em toda a extensão da Bacia Amazônica, é rico em substâncias que promovem a reposição da barreira lipídica da pele e dos cabelos, prevenindo o ressecamento e a desidratação dos mesmos. Têm propriedades sobreengordurantes, hidratantes e emolientes, que conferem um toque agradável, maciez e suavidade à pele e aos cabelos. Forma um filme superficial (efeito filmógeno) que reduz a perda de água transepidermal, prevenindo a desidratação e mantendo o equilíbrio hidrolipídico da pele e dos cabelos hidratados. Por estas importantes propriedades, é empregado em diversas formulações farmacêuticas e cosméticas.

ÓLEO DE PEQUI: Princípio fitoativo natural extraído dos frutos do Pequizeiro, árvore encontrada na Bacia Amazônica, tem importantes substâncias repositoras da barreira lipídica da pele e dos cabelos, prevenindo o ressecamento e a desidratação dos mesmos. Tem propriedades hidratantes e emolientes, que conferem um toque agradável, maciez e suavidade à pele e aos cabelos. É empregado em diversos preparos farmacêuticos para tratar xeroftalmia e outras patologias.

ÓLEOS ESSENCIAIS: São odores voláteis extraídos, na forma de óleos voláteis, de plantas, flores e frutos, tais como a avelã, o abacate, o girassol, a rosa mosqueta, a rosa. Podem ser usados individualmente ou serem associados entre si, formando compostos oleosos aromáticos voláteis.

ÓLEO DE GERME DE TRIGO: Óleo fitoativo natural extraído do grão do trigo, rico em Vitaminas B e E. Tem propriedades emolientes, nutritivas, sobreengordurantes e antioxidantes. Nutre a pele e os cabelos ressecados com sua ação sobreengordurante, retarda o envelhecimento, amacia, suaviza e embeleza a pele e os cabelos.

ÓLEO DE GIRASSOL: Óleo fitoativo natural extraído da flor do girassol, tem propriedades emolientes, nutritivas e sobreengordurantes. Nutre a pele e os cabelos ressecados com sua ação sobreengordurante, amacia, suaviza e embeleza a pele e os cabelos.

ÓLEO DE JOJÓBA: É um óleo fitoativo natural muito fino (em forma de cera), incolor e inodor, extraído das sementes de uma plante originária do México e do deserto do Arizona (EUA) chamada Jojóba. Atua diretamente no tecido conjuntivo da pele, aumentando a qualidade da elasticidade cutânea. Emulsões contendo óleo de jojóba são excelentes nutritivos, espalham-se bem e dão a sensação de frescor, além de brilho e maciez à pele e ao cabelo.

ÓLEO DE MELALEUCA ou de TEA TREE: O Óleo de Melaleuca é um óleo bioativo essencial natural produzido pela destilação de vapor das folhas de Melaleuca alternifólia, uma planta indígena nativa da Austrália, da família Myrtaceae. Historicamente, as propriedades medicinais do óleo de Melaleuca foram usadas primeiramente pelos aborígenes australianos que utilizavam suas folhas esmagadas para curar feridas e acalmar as picadas dos insetos. O óleo de Tea tree possui inúmeras propriedades terapêuticas importantes: é um excelente fitoativo antimicrobiano de amplo espectro de ação, germicida, curativo e antiinflamatório; tem rápida absorção tópica e não é queratolítico; é ativo em matérias orgânicas como sangue e pus e tem baixo potencial de irritabilidade. É ainda uma substância ativa natural extraída de fonte renovável (plantas), biodegradável, incolor e de aroma refrescante. Todas estas propriedades terapêuticas tornam adequado o seu uso como agente antiacne, entre tantas outras aplicações terapêuticas em tecidos lesionados ou feridos: O óleo de Tea tree tem atividade antimicrobiana de amplo espectro comprovada contra variada gama de bactérias gram-positivas e gram-negativas, leveduras e mofo, causando baixa resistência microbiana, atuando como um antimicrobiano através de vários mecanismos de ação:
-> rompimento da membrana da célula infectada
-> formação de bolha extracelular na superfície da célula e vazamento do citoplasma
-> inibição da respiração do tecido infectado.

ÓLEOS ORGÂNICOS: São óleos bioativos naturais cuja composição molecular é própria dos seres vivos, com propriedades sobreengordurantes e repositoras da barreira lipídica da pele e dos cabelos, prevenindo o ressecamento e a desidratação dos mesmos.

ÓLEO DE SEMENTES DE UVAS: É um fitoativo natural constituído por uma mistura de ácidos graxos e altos teores de vitamina E (Acetato de tocoferol). Possui propriedades regeneradoras dos tecidos, proporciona emoliência e sedosidade à pele e aos cabelos.

ÓLEO DE TARTARUGA: É um bioativo natural extraído da tartaruga marinha, que não está mais sendo usado na cosmética devido ao fato de a pesca da tartaruga marinha estar proibida, já que a espécie está em extinção. Era usado, até metade do século passado, em cosméticos destinados a peles ressecadas e maduras, por ser rico em proteínas e nutrientes, tendo ação rejuvenescedora.

ÓLEO DE COMPOSTOS VEGETAIS: Óleos fitoativos naturais extraídos de diversas plantas, flores, frutos e vegetais, que são associados (misturados) entre si, formando compostos: soja (lecitina), babosa, alantoína, amêndoas doces, calêndula, cânfora, azuleno, camomila, hamamélis, melissa, mucilato, entre tantos outros óleos vegetais.

ÓLEOS MINERAIS: Extraídos de fonte mineral, são bastante usados na cosmética comum, mas pouco utilizados pela cosmiatria, pois formam sobre a pele e cabelos, uma camada impermeável e oclusiva, não solúvel, de difícil remoção, impedindo-lhes a hidratação e favorecendo a remoção da camada lipídica natural que existe sobre a pele e os cabelos, acabando por torná-los (pele e cabelos), progressivamente, ressecados, ásperos, espessos, frágeis e quebradiços.

ÓLEO DE OLIVAS: Princípio fitoativo natural extraído dos frutos das Oliveiras (árvore originária do oriente médio), tem propriedades sobreengordurantes e repositoras da barreira lipídica da pele e dos cabelos, prevenindo o ressecamento e a desidratação dos mesmos. Tem também propriedades hidratantes e emolientes, que conferem um toque agradável, maciez e suavidade aos cabelos, sendo sua utilização muito bem indicada para cabelos ressecados, ásperos, volumosos e danificados.

OLIGOELEMENTOS: Substâncias minerais existentes na água do mar, nos frutos do mar, nas algas marinhas, nos extratos placentários dos mamíferos, nos elementos minerais e bionaturais são, em ínfimas quantidades, elementos constituintes fundamentais do nosso organismo, importantíssimos e indispensáveis para o seu perfeito funcionamento. São 16, os oligoelementos:
* Arsênico * Flúor
* Alumínio * Ferro
* Boro * Iodo
* Bromo * Molibdilênio
* Cobalto * Manganês
* Cobre * Níquel
* Chumbo * Titânio
* Estanho * Zinco

ÓXIDO DE ZINCO MICRONIZADO: Filtro solar físico, super fino que, com propriedades semelhantes aos dióxidos de titânio, refletem a radiação UV.A e UV.B, sendo efetiva sua ação como substância protetora contra as radiações solares e para aumentar o FPS de um produto. Por ser micronizado, suas partículas são pulverizadas, tendo seu tamanho reduzidíssimo medido em mícrons, proporcionando um produto de toque mais leve e suave.